Última hora

Última hora

Tensão entre UE e Ucrânia persiste

Em leitura:

Tensão entre UE e Ucrânia persiste

Tamanho do texto Aa Aa

A tensão entre Ucrânia e a União Europeia mantém-se. Bruxelas continua a pressionar o governo de Viktor Ianukovich para que seja encontrada uma solução para o Iulia Timoshenko antes da Cimeira de assinatura do acordo de associação com a União Europeia.

Numa reunião de líderes europeus, esta sexta-feira, em Ialta, na Crimeia, sul da Ucrânia, a presidente da Lituânia, Dalia Grybauskaite, que assume a presidência rotativa da União, afirmou que não haverá acordo se a situação não for resolvida.

Ianukovich escusou-se a dar uma resposta clara e reiterou que a antiga primeira-ministra se encontra detida por ter abusado do cargo e por ter assinado acordos prejudiciais para a Ucrânia, dando o exemplo do contrato de abastecimento de gás com a Rússia.

Kiev está ainda a ser pressionada por Moscovo para que não assine o documento da UE, o que transmitirá uma mensagem clara de que o país quer sair da esfera de influência da Rússia.

A assinatura do acordo de associação está prevista para a Cimeira de Vílnius, a decorrer dias 28 e 29 de novembro.