Última hora

Em leitura:

TPI adia julgamento de vice-presidente do Quénia


Quénia

TPI adia julgamento de vice-presidente do Quénia

O Tribunal Penal Internacional adiou o julgamento do vice-presidente do Quénia. Os juízes autorizaram William Ruto a regressar ao país para tentar lidar com a tomada de reféns.

Durante uma sessão extraordinária, a justiça internacional concedeu uma semana ao vice-presidente queniano.

“Foi por causa da questão da Somália, na qual o Quénia desempenha um papel que ocorreram os ataques terroristas. Esperemos que as pessoas começem a perceber o contexto atual, os desafios que o Quénia e toda a região enfrentam e as complicações que advêm dessa situação”, disse o vice-presidente do Quénia, acusado de ter orquestrado os tumultos violentos que se seguiram às eleições de 2007.

William Ruto é o primeiro governante em funções a ser julgado em Haia.

Paquistão

Cristãos protestam contra massacre de domingo