Última hora

Última hora

Maus tratos a porcos leva atriz britânica ao Parlamento Europeu

Em leitura:

Maus tratos a porcos leva atriz britânica ao Parlamento Europeu

Tamanho do texto Aa Aa

Joanna Lumley, atriz britânica que também é ativista pelo bem-estar dos animais, juntou-se aos eurodeputados, esta terça-feira, em Bruxelas.

A celebridade associou-se a uma campanha que denuncia as más condições em que são criados porcos para consumo em alguns Estados-membros da União Europeia.

Uma nova diretiva foi criada há 12 anos, pelo que a atriz questiona a impunidade que ainda existe em alguns países.

“Façam o favor de obrigarem ao cumprimento das leis aprovadas. É para isso que são feitas! Se não significam nada, atirem-nas pela janela fora e comecem tudo de novo. O que é que se passa? Vivemos numa democracia. Porque é que elegemos os eurodeputados senão para que atuem em nome das pessoas e as pessoas exigem que estas leis sejam cumpridas. O que é que está a acontecer?”, disse Joanna Lumley à euronews.

O eurodeputado socialista dinamarquês que preside ao grupo parlamentar para o bem-estar animal considera que esta impunidade também contribui para a distorção do mercado.

Dan Joergensen referiu que “os agricultores que cumprem a lei acabam por operarem em piores condições económicas que os outros, porque têm mais despesas com os investimentos nas infra-estruturas. Temos de agir de modo a que o mercado seja justo para todos os agricultores. É uma razão suplementar para nos focarmos neste problema”.

Portugal é um dos nove países contra os quais a Comissão Europeia já lançou procedimento por infração.

O comissário europeu para a Saúde e Defesa do Consumidor, Tonio Borg, explicou à euronews que “normalmente, os Estados-membros optam por melhorar a situação, cumprindo a lei, por isso estou otimista. Mas aqueles que continuaram a infringir obviamente que serão levados a tribunal, para que sejam decididas novas medidas”.