Última hora

Última hora

Bastonadas e balas de borracha dispersam trabalhadores bangladechianos

Em leitura:

Bastonadas e balas de borracha dispersam trabalhadores bangladechianos

Tamanho do texto Aa Aa

Foi com bastonadas, gás lacrimogéneo e balas de borracha que a política do Bangladeche dispersou os manifestantes que protestam há cinco dias em duas zonas da capital Daca.

A contestação dos trabalhadores da indústria do vestuário, que bloquearam as principais estradas nos arredores do aeroporto, já terá obrigado à paralisação de inúmeras dezenas de fábricas do setor. Os manifestantes querem o aumento de salários.

No protesto desta quarta-feira há o registo de feridos.

Os contestatários exigem receber 74 euros mensais em vez dos 28 de salário mínimo.

Os responsáveis pela indústria argumentam que as multinacionais recusam pagar mais pelo trabalho.

As pobres condições laborais no Bangladeche passaram a ser o foco das atenções depois do colapso de um complexo fabril e comercial que fez 1100 mortos em abril.