Última hora

Última hora

França com orçamento austero

Em leitura:

França com orçamento austero

Tamanho do texto Aa Aa

O Governo francês apresentou esta quarta-feira o seu projeto de orçamento para 2014, com números que a oposição considera muito otimistas e longe da realidade.

O grande objetivo é a redução do défice. Bruxelas deu um prazo de dois anos, para que Paris cumpra o estipulado no Programa de Estabilidade e Crescimento.

Por isso, o governo quer que, em 2014, o défice não ultrapasse os 3.6 por cento, menos meio ponto que o défice previsto para este ano.

Os cortes na despesa pública devem chegar aos 15 mil milhões de euros, enquanto a receita fiscal deve crescer 3 mil milhões.

Se tudo isto se cumprir, o défice cairá para os 3.6 previstos.

O ministro das Finanças diz que este orçamento aumenta a competitividade:

“Este orçamento dirige toda a sua política, no sentido de uma França mais competitiva, uma França que crie empregos, uma França mais inovadora. É um orçamento equilibrado e moderado”.

Um orçamentio que prevê um crescimento de 0.9 por cento. Uma cifra que, apesar de pouco ambiciosa, faz desconfiar a oposição e as agências de rating.

As empresas vão pagar menos impostos. Em contrapartida, as famílias terão uma carga fiscal agravada.

É um orçamento restritivo, orientado para a redução da despesa.