Última hora

Última hora

Nairóbi chora vítimas do Centro Comercial Westgate

Em leitura:

Nairóbi chora vítimas do Centro Comercial Westgate

Tamanho do texto Aa Aa

Nairóbi acordou, esta quarta-feira, no rescaldo de quatro dias de cerco ao Centro Comercial Westgate. O edifício tem ainda as marcas visíveis dos confrontos entre as forças da ordem e os terroristas do Al-Shabab. Peritos em explosivos, auxiliados por cães-polícias, inspecionam agora o dédalo de lojas e corredores em busca de eventuais bombas dissimuladas pelos islamitas.

Sob medidas de segurança reforçadas, a capital do Quénia regressa, pouco a pouco à normalidade, neste primeiro de três dias de luto oficial, decretados pelo governo de Nairóbi, em memória dos 67 mortos. Um balanço de vítimas mortais que é, todavia, provisório, uma vez que há ainda corpos retidos nos escombros do edifício e 60 pessoas continuam dadas como desaparecidas.

As autoridades tentam agora saber mais sobre os terroristas que deram o assalto, reivindicado pelas milícias Al-Shabad como represália pela participação militar do Quénia na Somália.