Última hora

Última hora

Quénia: dezenas permanecem desaparecidos após ataque em Nairóbi

Em leitura:

Quénia: dezenas permanecem desaparecidos após ataque em Nairóbi

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de 70 pessoas permanecem desaparecidas sob os escombros do centro comercial Westgate em Nairobi.

Dois dias depois do exército ter neutralizado um comando islamita dentro do edifício, várias perguntas permanecem sem resposta, sobre a origem das explosões, o número de reféns e mesmo a quantidade de atacantes.

Dezenas de pessoas continuam à espera dos corpos dos familiares, na morgue de Nairóbi.

O responsável da instalação, Jacob Nyongesa, explica: “já entregámos 33 corpos e estamos a analisar mais quatro que serão entregues às famílias após a autópsia. Este processo poderia ser mais rápido se todos os médicos legistas não tivessem sido chamados para participar na remoção dos cadáveres no centro comercial de Westgate”.

Oficialmente 61 civis, 6 militares e cinco atacantes morreram no centro comercial e 10 guerrilheiros foram detidos.

O número de desaparecidos poderia aproximar-se das centenas quando o governo rejeita dar mais informações sobre o destino das pessoas que teriam sido sequestradas pelo comando islamita.

As autoridades não se pronunciaram igualmente sobre a origem da explosão que destruiu três pisos do centro comercial, tendo veículado versões contraditórias sobre o incêndio registado no interior do edifício durante os quatro dias do ataque.

O líder do movimento Shabab, que reivindicara o ataque, ameaçou ontem o Quénia com um “banho de sangue”, se o país não retirar as suas tropas da Somália.