Última hora

Última hora

Busca de explosivos atrasa investigação e busca de corpos em centro comercial de Nairobi

Em leitura:

Busca de explosivos atrasa investigação e busca de corpos em centro comercial de Nairobi

Tamanho do texto Aa Aa

A localização e detonação controlada de explosivos colocados pelo grupo islamita somali Al Shabab está a atrasar as tarefas de recuperação dos corpos das vítimas do ataque contra o centro comercial Westgate, na capital do Quénia.

A pedido de Nairobi, a Interpol emitiu ontem um mandado de captura internacional contra Samantha Lewthwaite, a britânica conhecida como a “viúva branca”. Mas as autoridades quenianas disseram que o “alerta vermelho” não está ligado com o ataque do Westgate, apesar dos relatos de testemunhas que descrevem uma mulher branca que dava instruções aos atacantes.

No terreno, investigadores dos Estados Unidos, da Grã-Bretanha, de Israel e da Alemanha colaboram com a polícia queniana para tentar clarificar todos os detalhes do impressionante ataque, que oficialmente fez 72 mortos.

A Cruz Vermelha lembra, no entanto, que outras 61 pessoas continuam dadas como desaparecidas.