Última hora

Última hora

Síria: Plano de destruição de armas químicas pronto a ser votado na ONU

Em leitura:

Síria: Plano de destruição de armas químicas pronto a ser votado na ONU

Tamanho do texto Aa Aa

O projeto de resolução acordado entre os Estados Unidos e a Rússia sobre a destruição das armas químicas da Síria poderá ser votado, ainda esta noite, pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas.

O texto, em si, é já um passo importante. Há dois anos que a intervenção da ONU tem sido bloqueada pelo veto de Moscovo e Pequim.

A embaixadora norte-americana nas Nações Unidas, Samantha Power, congratula-se com o avanço da diplomacia:

“Há apenas duas semanas, o que foi alcançado esta noite era inimaginável. Há duas semanas o regime sírio não tinha conhecimento do stock de armas químicas. Mas esta noite temos um projeto de resolução comum, que resulta de negociações e intensos esforços diplomáticos”.

Para o representante diplomático russo na ONU, Vitaly Churkin, o texto vem na sequência do que foi definido por Sergey Lavrov e John Kerry há duas semanas:

“Está completamente na linha do acordo estabelecido em Genebra pelo ministro russo dos Negócios Estrangeiros e pelo secretário de Estado Kerry e, por isso, só demorou duas semanas a alcançar”.

Antes do voto na ONU será preciso que a Organização para a Proibição de Armas Químicas dê luz verde ao projeto delineado pela Rússia e pelos Estados Unidos. É esperada ainda esta noite uma reunião deste organismo, em Haya, na Holanda.

O projeto prevê a aplicação de sanções ao regime de Assad, se o plano de desarmamento não fôr respeitado, mas deverão ser aprovadas por uma nova resolução.