Última hora

Última hora

Módulos decorativos anti-poluição

Em leitura:

Módulos decorativos anti-poluição

Tamanho do texto Aa Aa

A beleza não foi o único critério para a construção do Hospital Manuel Gea González, na cidade do México.

O edifício tem uma fachada de 2500 metros quadrados fabricada com um material inovador que neutraliza a poluição.

Os módulos brancos são revestidos com uma camada fina de dióxido de titânio.

O pigmento reage à luz do dia e as moléculas das substâncias poluentes fragmentam-se em elementos menos nocivos para a saúde.

Os módulos duram cerca de dez anos, até ao pigmento se dissolver.

A empresa alemã Elegant Embellishments comercializa a nova tecnologia chamada Prosolve.

“A nossa tecnologia tem grandes vantagens. A fachada em Prosolve não acaba com a poluição de uma grande cidade como o México mas pode ajudar a baixar os níveis de poluição e tem um efeito imediato a nível local. Isso é benéfico para as pessoas que trabalham no hospital ou que passam todos os dias por essa zona”, explicou a arquiteta Allison Dring.

A empresa alemã testou a tecnologia num centro comercial em Perth na Austrália, um projeto de pequena dimensão que, mesmo assim, produziu resultados positivos.

“Nem sempre é preciso fazer coisas em larga escala. Podemos usar a arquitectura numa escala mais pequena a nível local e com todas essas pequenas ajudas podemos ter mais possibilidades de chegar a um resultado”, considerou a arquiteta.

O próximo projeto da Elegant Embellishments é instalar uma pequena estrutura anti-poluição num hotel em Abu Dhabi.