Última hora

Em leitura:

Berlusconi traído pelo 'delfim': Alfano pede voto de confiança no governo italiano


Itália

Berlusconi traído pelo 'delfim': Alfano pede voto de confiança no governo italiano

O tiro deve sair pela culatra a Silvio Berlusconi, o líder do partido Povo da Liberdade (PdL) parece cada vez mais um animal político ferido de morte. Tentou derrubar o governo; acabou por voltar o partido contra si e ser traído pelo delfim e herdeiro político: Angelino Alfano.

Ironia da vida, o homem que deu o nome à lei da imunidade com que ‘Il Cavalieri’ se protegeu de inúmeros processos judiciais revoltou-se contra o mestre e pediu ao partido que vote “em peso” a “favor de (Enrico) Letta” para garantir a estabilidade governativa.

Esta terça-feira, o primeiro-ministro rejeitou as demissões dos cinco ministros do PdL que tinham sido ordenadas, no sábado, por Berlusconi.

‘Il Cavalieri’, como explica um analista, ficou sozinho “a lutar para não ser expulso do Parlamento” enquanto Alfano, qual jovem tigre, resolveu atacar o velho jacaré da vida política italiana por receio que o partido “seja punido nas eleições”.

Assim, apesar das manobras de Berlusconi, Enrico Letta poderá vir a receber a confiança do Senado para o governo na votação da moção, que será discutida esta quarta-feira de manhã. Mas, em Itália, não é de excluir a possibilidade de um golpe de teatro de última hora que mergulharia a terceira economia da zona euro em novo caos político com consequências imprevisíveis.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Hungria contra antissemitismo