Última hora

Última hora

Cinco membros da Greenpeace acusados de pirataria

Em leitura:

Cinco membros da Greenpeace acusados de pirataria

Cinco membros da Greenpeace acusados de pirataria
Tamanho do texto Aa Aa

São já cinco os membros da Greenpeace formalmente acusados de pirataria pela procuradoria russa. Os ativistas enfrentam a justiça depois de terem realizado uma ação de protesto numa plataforma da Gazprom no Oceano Ártico a 18 de setembro.

São eles a brasileira Ana Paula Alminhana Maciel, o britânico Kieron Bryan, o russo Roman Dolgov, a finlandesa Sini Saarela e a sueca-americana Dima Litvinov.

Outros dos 30 ativistas que participaram na operação de protesto contra os riscos ambientais da exploração de hidrocarbonetos no Oceano Ártico deverão também ser formalmente acusados.

O diretor executivo internacional da Greenpeace, Kumi Naidoo, reagiu ao afirmar que as acusações são desproporcionadas e que o único delito cometido pelos ativistas é o delito de ter consciência.