Última hora

Última hora

Crise nos EUA pode provocar uma das maiores recessões de sempre

Em leitura:

Crise nos EUA pode provocar uma das maiores recessões de sempre

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos não conseguiram aprovar o novo orçamento federal a tempo e o ministro das finanças norte-americano admite que esta crise possa provocar a maior recessão de sempre desde a II Guerra Mundial.

A Euronews falou com Stephan Grobe, correspondente em Washington que faz o ponto da situação.

Euronews: “Estamos há três dias no chamado shutdown e nada indica que o governo norte-americano tenha feito progressos para acabar com esta crise. Existe algum sinal de que tal venha acontecer?

Grobe: “Não vemos de momento qualquer sinal. John Boehner presidente da Câmara dos Representantes é uma peça chave já que pode apresentar um projeto de lei de financiamento temporário sem qualquer tipo de amarras que podia passar, já que democratas e muitos republicanos votariam a favor. Mas, neste momento, Boehner não vai fazer isso porque tal originaria uma revolta na ala direita do Partido Republicano, o que provavelmente lhe custaria a liderança da Câmara dos Representantes.”

Euronews: Deixemos de lado as divisões políticas – se o orçamento federal não for aprovado que impacto pode ter na economia? Os funcionários do governo federal não têm direito a vencimento – mas e os restantes norte-americanos?

Grobe: “Os norte-americanos que não trabalham para o governo federal não estão a sentir da mesma forma os efeitos do shutdown desta semana. Mas quanto mais tempo se prolongar, mais se vai repercutir na economia. Desde logo, vai reduzir o consumo e provocar uma queda no mercado imobiliário. Os primeiros sinais de uma grande recessão económica vão surgir, provavelmente, em Washington, se os trabalhadores do governo federal começarem a cortar gastos, podendo, a partir espalhar-se ao resto do país”.