Última hora

Última hora

EUA ameaçam liderança russa na produção energética

Em leitura:

EUA ameaçam liderança russa na produção energética

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos podem estar perto, ou ter já mesmo ultrapassado, a Rússia no topo da lista dos maiores produtores de gás e petróleo combinados. Esta é, pelo menos, a conclusão relativa de uma investigação do Wall Street Journal baseada em dados de julho passado da Agência Internacional de Energia (IEA) e do Gabinete Energético americano (EIA), e que é justificada pela crescente exploração americana de gás e petróleo a partir de jazidas de xisto.

Os dados recolhidos indicam que os Estados Unidos produziram por dia 22,2 milhões de barris, combinando petróleo, gás e derivados. A Rússia não faz essa contabilidade, mas a estimativa anual do Kremlin fixa os números deste ano abaixo dos 22 milhões de barris por dia (21,8 milhões previstos diariamente).

A relação destes dois valores significa para o Wall Street Journal que os Estados Unidos já poderão estar mesmo no topo da lista dos maiores produtores energéticos do Mundo, podendo ser esta troca de liderança determinante para promover mexidas nos mercados globais e atingir de forma significativa as exportações russas, já de si pressionadas pela crise na Europa.

A produção energética a partir de jazidas de xisto é mais poluente, mas também mais barata, fator que pode ser determinante face à atual crise económica que não parece abrandar em todo o Mundo.