Última hora

Última hora

Michael Jackson: Produtora absolvida de negligência na morte do rei da pop

Em leitura:

Michael Jackson: Produtora absolvida de negligência na morte do rei da pop

Tamanho do texto Aa Aa

“Inocente”: A produtora de concertos que preparava o regresso de Michael Jackson aos palcos foi absolvida de conduta negligente na morte do rei da pop, em 2009.

A família do cantor processou a AEG Live por negligência na contratação do médico Conrad Murray que administrou a Michael Jackson uma dose de anestésico que acabou por ser fatal ao músico de 50 anos.

Murray foi condenado por homicídio involuntário em 2011, por ter administrado o anestésico fatal.

Estabelecido que a AEG Live contratou o médico, à pergunta: “Conrad Murray era inadequado ou incompetente para as funções para que foi contratado?”, a maioria do júri respondeu “não”.

A produtora que preparava o regresso de Michael Jackson com a tournée ‘This is it’, foi assim ilibada num processo civil que lhe podia custar mais de 1000 milhões de dólares. A família deve recorrer da decisão do tribunal de Los Angeles.