Última hora

Última hora

Aumento do euroceticismo na Europa

Em leitura:

Aumento do euroceticismo na Europa

Tamanho do texto Aa Aa

Sophia, Holanda: “Como explica o atual aumento dos partidos eurocéticos pela Europa? Será uma ameaça para a União Europeia tal como a conhecemos hoje?”

Pascal Delwit, analista político da Universidade Livre de Bruxelas: Em grande parte, temos de ver a ascensão de partidos eurocéticos e de direita, à luz das mudanças que a União Europeia está a experienciar, atualmente. São inúmeras mudanças. A primeira deve-se à transformação da própria União: de uma pequena comunidade europeia para um conjunto de 28 Estados-Membros. Tendo em conta a identidade e o que a UE representa hoje, existe uma configuração diferente.

A segunda deve-se à crise económica, que tem afetado estruturalmente a Europa desde o final da década de 70 e depois, fortemente, de tempos em tempos desde de 2007-2008. Isto cria uma série de incertezas, de medos que normalmente levam à isolação de identidade.

E o terceiro é devido à representação da Europa no cenário internacional: a Europa está numa lógica de declínio, declínio industrial, está a perder a posição histórica que costumava ter. Estamos numa lógica de isolamento de identidade que leva à negação de várias formas de solidariedade. Esta negação pode ser expressa através de um crescente regionalismo nos Estados Membros. A nível nacional, pode-se expressar através do aumento de partidos políticos, como os Verdadeiros Finlandeses, na Finlândia, o Alternativa para a Alemanha, na Alemanha ou o FPÖ na Áustria. Todos pretendem pôr fim à solidariedade no seio da UE. Estes partidos têm um impacto nos grandes partidos, que temem que possam ganhar terreno politica e eleitoralmente…

Os principais partidos agora tendem a ser mais relutantes com a Europa e a ser mais pró-ativos no Conselho Europeu. Verificámos este tendência na votação do orçamento da UE. Vários Estados-Membros e vários partidos políticos estiveram relutantes em aumentar o orçamento da UE, porque temiam ser “punidos” pelos eleitores em eleições nacionais ou europeias.

Se também gostaria de fazer uma pergunta em U-talk, clique no botão abaixo: