Última hora

Última hora

"Shutdown": América marca passo virada para o Capitólio

Em leitura:

"Shutdown": América marca passo virada para o Capitólio

Tamanho do texto Aa Aa

A sobrevivência de milhões de americanos continua jogar-se ao pingue-pongue no congresso norte-americano, entre republicanos e democratas, três dias depois da data em que devia ter entrado em vigor o novo orçamento.

Barack Obama pediu hoje aos republicanos que “acabem com a farsa”, acusou o líder republicano na câmara dos representantes de “estar refém dos extremistas do partido” e pediu um voto rapidamente.

Desde terça-feira que cerca de um milhão de funcionários públicos estão em desemprego técnico porque o Estado não tem orçamento; quase todos os serviços públicos estão encerrados.

“Parecem um bando de miúdos a discutir por causa dos brinquedos”, afirma um cidadão.

Outra lamenta: “Eu sinto que o congresso não consegue tomar uma decisão. Os partidos não se conseguem entender. Isto não é nada de novo e estamos todos a pagar por isso”.

O impasse orçamental está a criar receios nos cidadãos, mas também nos mercados financeiros. Wall Street encerrou em baixa esta quinta-feira, com o índicie Dow Jones a perder 0,90% e o Nasdaq 1,07%.