Última hora

Última hora

Do "shutdown" americano à crise italiana

Em leitura:

Do "shutdown" americano à crise italiana

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de 700 mil empregados com licença sem vencimento, gabinetes públicos e pontos turísticos fechados. É isto que acontece nos Estados Unidos depois de os políticos terem falhado o acordo sobre o orçamento federal no início da semana.

Tudo isto, contudo, pode ser apenas o inicio de algo muito pior: a maior economia do Mundo está a esgotar as reservas de dinheiro e os Estados Unidos deverão atingir o teto de dívida pública em menos de duas semanas.

A crise política em Itália, por outro lado, resolveu-se. O primeiro-ministro Enrico Letta teve uma importante vitória ao receber a confiança do parlamento, mas não no que toca à reforma da economia do país.

Vamos esclarecer tudo isto com Nejra Cehic, da Bloomberg, nesta edição de Business Weekly.