Última hora

Última hora

Greenpeace em dia de protestos contra presos na Rússia

Em leitura:

Greenpeace em dia de protestos contra presos na Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

Militantes da Greenpeace fizeram protestos em vários pontos do mundo, este sábado, contra a prisão de 28 ativistas e dois jornalistas na Rússia, acusados de pirataria organizada, depois de terem tentado a abordagem de uma plataforma petrolífera.

Hong Kong, na China, foi um dos locais onde houve protestos contra a prisão dos 30 homens.

Em Melbourne, na Austrália, de onde é originário um dos membros da tripulação que enfrenta graves acusações na Rússia, o protesto contou com a ministra dos Negócios Estrangeiros, Julie Bishop: “Dei conta ao vice-ministro dos negócios estrangeiros Morgulov da inquietação da Austrália com este caso. Falei com ele sobre o que está a ser preparado em termos da assistência consular que está a ser posta em prática e também mostrei-lhe a nossa preocupação com as acusações de pirataria dirigidas ao Sr. Russell e outros cidadãos.

O grupo, conhecido como “Arctic 30”, está preso em Murmansk, na costa do Ártico. O navio de pavilhão holandês Arctic Sunrise tentou, no dia 18 de setembro, abordar uma plataforma petrolífera russa e fazer um protesto. Todos os ocupantes foram presos pela guarda costeira russa.