Última hora

Última hora

Tropas alemãs iniciam retirada do Afeganistão com render da guarda em Kunduz

Em leitura:

Tropas alemãs iniciam retirada do Afeganistão com render da guarda em Kunduz

Tamanho do texto Aa Aa

Dois ministros alemães, em passo de retirada, ao lado das tropas do país no Afeganistão. Os responsáveis dos Negócios Estrangeiros e da Defesa deslocaram-se, este domingo, à base de Kunduz para entregar o controlo da instalação às tropas afegãs.

Um render da guarda, ao final de 10 anos, que põe fim à primeira missão de combate das tropas alemãs, desde o fim da segunda guerra mundial.

“Depois de um treino de primeira categoria temos uma grande confiança na força e coragem dos soldados e dos polícias afegãos. Claro que os problemas persistem, mas estas novas forças estão bem preparadas para lidar com eles”, afirmou Thomas de Maiziere, o ministro da Defesa alemão.

O contingente de 900 militares deverá abandonar a instalação nos próximos dias, sendo seguido dos restantes 3.100 soldados alemães integrados nas forças da NATO, até ao final de 2014.

A retirada deixa para trás 54 militares caídos no conflito, assim como muitas incertezas quanto à segurança do território frequentemente acossado pelos Talibã.

Vários colaboradores e tradutores afegãos do exército alemão afirmam recear pela sua segurança depois da partida do contingente militar. Uma preocupação que levou os ministros a prometerem vistos de residência na Alemanha – analisados caso por caso – para as situações mais urgentes.