Última hora

Última hora

Grécia: A luz ao fundo do túnel

Em leitura:

Grécia: A luz ao fundo do túnel

Tamanho do texto Aa Aa

A Grécia deverá crescer em 2014 após seis anos de recessão. O projeto de orçamento de Estado, entregue no Parlamento, prevê também que o país registe um excedente primário de 1,6% do PIB.

O excedente primário significa um saldo positivo das contas públicas, excluindo os encargos com a dívida pública.

Segundo o projeto de orçamento, debatido com a troika na recente visita, a economia deverá crescer 0,6% no próximo ano. O desemprego deverá também começar a recuar para 26% e a dívida situar-se nos 174,5% do PIB.

O vice-ministro das Finanças, recorda que é o resultado de anos de esforço. “Os cidadãos fizeram enormes sacrifícios em termos fiscais e ao nível da qualidade de vida. Mas, a partir deste ano, começam-se a ver os resultados. A economia grega deverá emergir de uma longa recessão, graças à retoma do investimento e ao reforço das exportações”, defendeu Christos Staikouras.

A economia grega deverá contrair 4% do PIB este ano. Mas terá já um ligeiro excedente primário que é essencial para que Atenas possa negociar uma nova reestruturação da dívida.

Apesar do otimismo, as contas públicas gregas registam um buraco de dez mil milhões de euros, sobretudo, ao nível da segurança social, devido à taxa de desemprego que está próxima dos 28 por cento.