Última hora

Última hora

Kerry: "operação na Líbia é legal e apropriada"

Em leitura:

Kerry: "operação na Líbia é legal e apropriada"

Tamanho do texto Aa Aa

Apropriada e legal. É desta forma que Washington qualifica a operação militar dos Estados Unidos na Líbia que levou à captura de um alegado líder da Al-Qaeda.

Procurado por envolvimento nos atentados contra as embaixadas norte-americanas no Quénia e na Tanzânia, em 1998, Abu Anas al-Libi foi detido este sábado, durante uma operação não-autorizada.

O secretário de Estado norte-americano responde e garante que não houve qualquer ilegalidade já que se trata de um elemento chave da Al-Qaeda e justifica a operação anti-terrorista com a resolução aprovada em setembro de 2001 que autoriza o uso da força militar.

As forças especiais norte-americanas lançaram este sábado, dois raides: um na Líbia, que terminou com a captura de al-Libi e outro na Somália, mas sem sucesso.

Na mira desta segunda operação o líder grupo radical islâmico da Somália Al-Shabab que reivindicou o recente ataque contra o centro comercial Westgate em Nairobi, no Quénia, onde foram mortas mais de 70 pessoas.