Última hora

Última hora

IPD denúncia fraude eleitoral no Azerbaijão

Em leitura:

IPD denúncia fraude eleitoral no Azerbaijão

Tamanho do texto Aa Aa

O Azerbaijão prepara-se para renovar o mandato do atual chefe de Estado.

No poder desde 2003, Ilham Aliev que é apontado como grande favorito exerceu o direito de voto às primeiras horas da manhã.

No total, dez candidatos estão na corrida à presidência do país.

Creditado com cerca de 80 por cento das intenções de voto, Aliev surge a 90 pontos de distância do segundo candidato mais popular, Jamil Hasanly. Números que segundo a oposição e o Instituto para a Paz e para a Democracia não surgem por acaso:

“A fraude começa com o chamado processo carrossel, ou seja, os funcionários públicos chegam com um boletim de voto pré preenchido. Para provar que depositaram esse mesmo boletim na urna, têm de entregar o outro em branco que é fornecido à chegada. Só assim, podem manter o emprego”, afirma Leyla Yunus diretora do Instituto.

Aliev sucedeu ao pai, em 2003, na presidência da ex-república soviética do Cáucaso do Sul.
Foi reeleito em 2008, num escrutínio contestado pelos observadores internacionais.