Última hora

Última hora

Robert Redford sozinho face à morte em "All is lost"

Em leitura:

Robert Redford sozinho face à morte em "All is lost"

Tamanho do texto Aa Aa

Em “All is lost”, Robert Redford é um velejador solitário face à morte. O ator norte-americano é a única personagem do filme escrito e realizado por C.J. Chandor. A obra estreou no último festival de Cannes. Na altura, o público aplaudi de pé o desempenho do ator de 76 anos.

“All is lost” foi apresentado esta semana no Festival de Cinema de Nova Iorque. Robert Redford desfilou pelo tapete vermelho acompanhado pela mulher, Sibylle Szaggars, e pelo realizador.

“Quando terminei o argumento, enviei-o ao agente dele e em menos de uma semana recebi uma chamada a dizer que ele queria encontrar-se comigo, o que foi rápido. Preparei uma apresentação powerpoint sobre o que queria fazer, depois de dez minutos ele interrompeu-me e disse, eu faço o filme”, contou Chandor.

“Gostei do projeto por ser claro e diferente. Gostei do desafio e estava ansioso por fazer o filme, vi-o como algo único e isso foi uma das coisas que me seduziu, era um projeto raro e único. Sabia que ia ser duro. Mas era preciso enfrentar essas dificuldades para que as coisas funcionassem”, disse Robert Redford.

“All Is Lost” chega este mês às salas de cinema dos Estados Unidos e não tem estreia prevista em Portugal.