Última hora

Última hora

Alemanha acolhe refugiados da Síria

Em leitura:

Alemanha acolhe refugiados da Síria

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de uma centena de refugiados sírios partiram, esta quinta-feira, de Beirute, no Líbano, a caminho da Alemanha.

Estas 106 pessoas fazem parte dos cerca de 4 mil refugiados que o governo germânico concordou em receber, temporariamente, enquanto persistir o conflito armado na Síria.

Se para uns este é um momento alegre, outros não escondem a tristeza e a revolta, como esta mulher: “Não estou contente. Isto acontece contra a minha vontade. Ou fico e corro risco de vida ou parto, para salvar os meus filhos.”

A porta-voz no Líbano do alto Comissariado da ONU para os Refugiados; Roberta Russo, assegura que foi dada a oportunidade, a estes sírios, de nos próximos anos conseguirem ter uma vida em segurança.

“Eles vão começar uma nova vida sob um programa temporário de assistência humanitária. Têm permissão para ficar, pelo menos por dois anos, até que termine a crise na Síria,” afirma Russo.

A guerra civil na Síria dura há já mais de dois anos, matou mais de cem mil pessoas e milhões foram obrigados a pedir refúgio em outros países.

Mais de 97 por cento destas pessoas estão em campos de refugiados, nos países vizinhos. Cerca de 785 mil estão no Líbano, o que fez a população do país aumentar um quinto.