Última hora

Última hora

FMI pressiona Estados Unidos para pôr fim ao impasse orçamental

Em leitura:

FMI pressiona Estados Unidos para pôr fim ao impasse orçamental

Tamanho do texto Aa Aa

O Fundo Monetário Internacional e o Banco Mundial pressionam os Congresso norte-americano a encontrar uma solução para o impasse orçamental. Alertaram para as consequências de não haver acordo para aumentar o teto da dívida da primeira economia mundial, atualmente nos 16 biliões de dólares.

Segundo o IHS, cada dia de paralisação parcial do Estado custa 300 milhões de dólares à economia norte-americana.

A diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, afirmou: “Haverá consequências negativas para a economia norte-americana e haverá consequências muito negativas fora dos Estados Unidos. Se o problema não for resolvido, é provável que haja volatilidade, incerteza e consequências em todo o mundo”.

Sem acordo, os Estados Unidos entrarão em “default” na próxima semana. Nesse caso, o FMI prevê que o país entre em recessão, arrastando consigo a economia global, cujo crescimento foi revisto em baixa.