Última hora

Última hora

Morreu ex-piloto María de Villota

Em leitura:

Morreu ex-piloto María de Villota

Tamanho do texto Aa Aa

Morreu, aos 33 anos, a antiga piloto de testes de Fórmula 1 María de Villota. Foi uma das muito poucas mulheres na história a ter conduzido um Fórmula 1.

María de Villota, que perdeu um olho e sofreu lesões graves num acidente no verão do ano passado, morreu num hotel, em Sevilha, quando se preparava para apresentar um livro.

Depois do acidente, a ex-piloto tornou-se num exemplo de sobrevivência e tem dado conferências por toda a Espanha para contar o que viveu.

As causas da morte não são conhecidas. Os médicos dizem que morreu de causas naturais, mas não adiantaram mais pormenores.

María de Villota era filha do antigo piloto Emilio de Villota. Trabalhou para a equipa Marussia, para onde foi contratada como piloto de testes poucos meses antes do acidente.

A morte chocou o mundo da Fórmula 1. O ex-campeão Fernando Alonso foi uma das figuras a mostrar consternação. Numa entrevista à rádio, Alonso disse que estava sem palavras e o meio do desporto automóvel tinha ficado de luto.