Última hora

Última hora

Veneza testou as primeiras comportas do MOSE que a protegem das cheias

Em leitura:

Veneza testou as primeiras comportas do MOSE que a protegem das cheias

Tamanho do texto Aa Aa

Italianos e turistas aplaudiram, este sábado, o primeiro teste do futuro sistema MOSE, que deverá proteger Veneza da ‘acqua alta’, isto é, das cheias.

Pela primeira vez, 4 das 78 comportas que irão isolar a laguna de Veneza do mar Adriático emergiram das águas.

Orçado em mais de 5 mil milhões de euros, o projeto MOSE, acrónimo de Módulo Experimental Eletromecânico (Modulo Sperimentale Elettromeccanico, em italiano) foi oficialmente lançado em 2003 e deverá entrar em funcionamento em 2017.

O sistema conta com 78 comportas, divididas em quatro blocos, que protegem as três entradas da Laguna de Veneza. A maior entrada foi dividida em duas, com a criação de uma ilha artificial.

O MOSE será ativado em caso de marés superiores a 1,10 m, o que é acontece, normalmente, entre 5 a 7 vezes por ano.

Ao longo dos anos, Veneza tornou-se mais vulnerável aos episódios de ‘acqua alta’ devido à subida do nível das águas do mar aliada ao facto de que a cidade, durante o século XX, se enterrou cerca de 23 centímetros.

O sistema protegerá a cidade e os seus monumentos, mas servirá igualmente para defender o meio ambiente, ao contribuir para a recuperação da morfologia da laguna.