Última hora

Última hora

Nuclear iraniano: Diplomatas preparam nova ronda negocial

Em leitura:

Nuclear iraniano: Diplomatas preparam nova ronda negocial

Tamanho do texto Aa Aa

O Irão quer manter o urânio enriquecido no país. Esta é a resposta do regime de Teerão às exigências Ocidentais. O dossier nuclear iraniano regressa à mesa das negociações esta terça e quarta-feira em Genebra. Trata-se da primeira reunião desde a eleição, em junho, do presidente Hassan Rohani.

As sanções económicas que há uma década pesam sobre o Irão levaram o novo governo a tentar melhorar as relações com o Ocidente. Esta primeira reunião entre a delegação da república islâmica e os representantes dos cinco membros permanentes do conselho de segurança da ONU (China, Estados Unidos, França, Reino Unido e Rússia) mais a Alemanha pode abrir algumas portas:

“Do ponto de vista iraniano, é claro que as sanções tiveram um impacto pois devastaram a economia do país. Durante a campanha eleitoral Hassan Rohani prometeu uma mudança e um eventual compromisso com os Estados Unidos para tentar acabar com as sanções. Do lado americano, há anos que Barack Obama busca um acordo mas nunca encontrou um parceiro iraniano disposto a fazê-lo” – explicou Mark Fitzpatrick, do Instituto Internacional de Estudos Estratégicos, em Londres.

O Ocidente pretende que o Irão pare com o enriquecimento de urânio e armazene o stock atual no estrangeiro, o que Teerão recusa. Mas o regime mostra alguma abertura noutros aspetos. Na quarta-feira se verá se esta é uma linha vermelha ou uma postura negocial.