Última hora

Última hora

Shutdown: Fim da crise à vista com acordo no senado americano

Em leitura:

Shutdown: Fim da crise à vista com acordo no senado americano

Tamanho do texto Aa Aa

O senado americano alcançou um acordo que permite à administração Obama aumentar o teto da dívida e reabrir os serviços públicos que tinham sido encerrados no início do ano fiscal, a 1 de outubro.

O líder da maioria democrata no senado, Harry Reid, explicou como foi possível um entendimento:

“O compromisso alcançado vai dar à nossa economia a estabilidade que precisa desesperadamente. Nunca é fácil para ambos os lados alcançar um consenso. É verdadeiramente difícil, umas vezes é mais difícil do que outras. E desta vez foi mesmo muito difícil. Mas ao fim de várias semanas de confronto, o nosso país chegou à beira do desastre. Contudo, os adversários políticos souberam pôr de lado as diferenças de forma a evitar esse desastre.”

O dirigente da minoria republicana na câmara alta do congresso, Mitch McConnel, destacou os objetivos imediatos deste acordo:

“De momento, o alívio que esperamos é a reabertura do governo, evitar o incumprimento e não desbaratar as poupanças históricas já alcançadas. Isto é muito menos do que muitos esperavam, mas é muito melhor do que alguns procuravam.”

Apesar do acordo no senado, a crise não chegou ao fim. A câmara dos representantes, dominada pelos republicanos, tem que aprovar o compromisso até à meia-noite, hora de Washington.