Última hora

Última hora

Jeff Koons em destaque na feira de arte Frieze

Em leitura:

Jeff Koons em destaque na feira de arte Frieze

Tamanho do texto Aa Aa

Jeff Koons é um dos artistas em destaque na feira de arte contemporânea Frieze, em Londres.

As obras do ex-corretor norte-americano convertido ao mundo da criação custam entre 35 e 55 milhões de dólares e fazem parte dos espólios dos grandes colecionadores e investidores mundiais.

A feira londrina reúne mais de 150 galerias de 30 países. Esperam-se 60 mil visitantes.

Uma das novidades da edição 2013 é a presença de um número elevado de artistas africanos, representados por duas galerias.

Para o director da feira londrina, África é, do ponto de vista artístico, o continente que se segue.

“O mercado e os média estão mais interessados em África e já há muitos artistas. Normalmente, as pessoas conhecem a América Latina, o Médio Oriente e a Ásia. Mas em África ainda há muitas coisas para descobrir”, disse Matthew Slotover, o director da Frieze.

O pintor colombiano Oscar Murillo é uma das revelações recentes. Há dois anos as obras custavam em média 3 mil dólares, agora valem 150 mil.

“Ele é uma das estrelas em ascenção do mundo da arte. Saiu da sombra, começou com uma boa galeria ainda nova e passou para uma galeria maior, o que implica um aumento dos preços e do interesse pelas obras. ele tem uma exposição na galeria south London, ou seja, há uma agitação perfeita, em termos do interesse que ele suscita”, disse Ossian Ward, antigo crítico de arte da revista TimeOut que trabalha hoje a trabalhar para a galeria Lisson.

A feira de arte contemporânea Frieze, em Londres pode ser visitada até 20 de Outubro.