Última hora

Última hora

Filme sul-africano proibido exibido em Londres

Em leitura:

Filme sul-africano proibido exibido em Londres

Tamanho do texto Aa Aa

O filme “Of Good Report” uma pequena produção com um orçamento reduzido.
Teria provavelmente passado despercebido se não fosse o facto de ter sido proibido na África do Sul por alegadamente promover a pornografia infantil. A película sul-africana foi apresentada esta semana no Festival Internacional de Cinema de Londres.

“Quando decidi fazer o filme, o desafio narrativo que lançei a mim próprio era seguir as convenções de Holywood dos anos 50. Apesar de haver cenas de violência e cenas sexuais, queria fazê-lo de uma forma estilizada com momentos sugestivos para deixar as ideias a pairar nas nossas cabeças”, contou o realizador Jahmil XT Qubeka.

O filme conta a história de um professor que se apaixona por uma estudante de 16 anos.

Para o realizador, a controvérsia em torno do filme é uma faca de dois gumes.

É uma faca de dois gumes, por um lado trata-se de um pequeno filme, independente, à partida é difícil chamar a atenção para este tipo de trabalho. Não tem estrelas, é um filme a preto e branco, um filme sul-africano. Pouca gente teria ouvido falar no filme se não tivesse sido proibido. Eu agora sou associado ao filme proibido na África do Sul o que suscitou algum interesse. É uma faca de dois gumes porque quem é que gosta de ser associado à pronografia infantil?”, pergunta o realizador.

Depois da apresentação em Toronto e em Londres, o filme volta a ser exibido na capital britânica em novembro na abertura do Festival de Cinema Africano.