Última hora

Última hora

França: Leonarda autorizada a regressar "sozinha"

Em leitura:

França: Leonarda autorizada a regressar "sozinha"

Tamanho do texto Aa Aa

Leonarda pode regressar a França para estudar mas só se vier “sozinha”, afirmou o Presidente François Hollande, este sábado, em que foi conhecido o relatório da inspeção-geral da administração pública à expulsão para o Kosovo da estudante de 15 anos.

O relatório do inquérito, que foi apresentado ao Presidente e ao primeiro-ministro durante a manhã, conclui que a controversa deportação foi “conforme à regulamentação em vigor”.

“Não houve portanto qualquer erro e deste ponto de vista, a lei foi respeitada, mas houve falta de discernimento na execução da operação”, referiu o presidente francês.

A adolescente de etnia cigana já reagiu à oferta de Hollande para a voltar a acolher. Leonarda Dibrani afirmou que não regressará a França sem a família e aproveitou para criticar a forma como foi detida pelas autoridades:

“Sei que estavam a fazer o seu trabalho, mas o seu trabalho não é arrancar uma adolescente do autocarro pela mão. Obrigaram-me a sair do autocarro perante o olhar de todos os meus colegas, o que me envergonhou porque toda a gente me olhava de uma forma estranha. Mesmo assim, agradeço à França. Verdadeiramente, do fundo do coração, quero agradecer-lhes e mais cedo ou mais tarde voltarei a França. Isso é garantido”, afirmou.

A forma como Leonarda foi detida pela polícia, durante uma visita de estudo, fez eclodir uma vaga de contestação no meio académico e provocou mesmo divisões no seio do governo socialista.

Por outro lado, um inquérito da BVA, publicado este sábado no jornal ‘Le Parisien’, concluiu que dois terços (65%) dos franceses são contra uma eventual anulação da expulsão e 74% disseram aprovar a postura do ministro da Administração Interna, Manuel Valls.