Última hora

Última hora

Inacessível à compreensão humana

Em leitura:

Inacessível à compreensão humana

Tamanho do texto Aa Aa

Na futura sede da Euronews em Lyon, quatro artistas reflectem sobre o que permanece inacessível à compreensão humana.

A exposição é um dos eventos apresentados no âmbito da Bienal de Arte Contemporânea e foi organizada pelo centro artístico parisiense Palais de Tokyo.

Rebecca Lamarche-Vadel, comissária da exposição, resume o espírito da mostra.

“O nome da exposição, ‘presentes incabados’, significa que não podemos compreender tudo, que há fenómenos hoje em dia na vida que não entendemos, pode ser o tempo, o espaço, da nossa existência. Todos os artistas reunidos nesta exposição procuram destacar essas formas que não podemos compreender e destacar a beleza impenetrável da nossa existência”, explicou Rebecca Lamarche-Vadel.

O canadiano Jeremy Shaw, o britânico Oliver Beer, o francês Benoît Pype e o suíço Julian Charrière foram os quatro artistas convidados a reflectir sobre o lado mais insondável da existência.

“São artistas que se interessam pelo que não podemos contar. Eles fixam eles próprios o contexto narrativo da obra para guiar o público que é convidado a seguir a ficção do artista e a aceitar que a história pode ser válida e pode permitir-nos descobrir uma outra forma de ver o mundo”, acrescentou a comissária da exposição.

A exposição pode ser visitada em Lyon até 3 de Novembro.