Última hora

Última hora

Menina mistério: "adotada de forma ilegal"

Em leitura:

Menina mistério: "adotada de forma ilegal"

Tamanho do texto Aa Aa

O casal com quem Maria estava a viver na Grécia é, hoje, ouvido pelos juízes.

O homem e a mulher de etnia cigana são suspeitos de rapto de crianças e falsificação de documentos.

A menina loira com quatro anos foi encontrada na semana passada durante uma rusga policial no centro do país.

Os testes de ADN revelaram que o homem e a mulher com quem se encontrava não eram os pais biológicos.

A polícia descobriu, ainda, que o casal registou seis crianças no espaço de 10 meses.

A origem de Maria continua a ser uma incógnita.

A defesa rejeita a tese de rapto.

“Os meus clientes não raptaram esta criança. Ela foi adotada, mas devo confessar que de forma ilegal”, afirma o advogado, Kostas Katsavos.

Na tentativa de identificar os pais biológicos de Maria foi lançado um apelo internacional.

Nos últimos dias, a polícia recebeu milhares de chamadas telefónicas dos quatro cantos do mundo.

As autoridades admitem que as pistas fornecidas podem ser decisivas para a investigação.