Última hora

Última hora

"Subprimes": Multa recorde para o JP Morgan

Em leitura:

"Subprimes": Multa recorde para o JP Morgan

Tamanho do texto Aa Aa

Treze mil milhões de dólares: é o valor recorde que o JP Morgan aceita pagar para pôr fim a queixas ligadas aos contratos “subprimes” nos Estados Unidos.

Vários jornais garantem que o acordo foi obtido no final da semana passada e que Jamie Dimon, presidente executivo do banco, terá participado nas discussões.

O maior banco americano é acusado de ter vendido 33 mil milhões de dólares em créditos hipotecários à Fannie Mae e Freddie Mac antes da crise, escondendo que as pessoas eram insolventes.

A verificar-se o montante, trata-se da maior soma paga por uma empresa ao governo norte-americano e corresponde a mais de metade dos lucros obtidos pelo JP Morgan no ano passado, que atingiram os 21,3 mil milhões de dólares.

A soma inclui 4 mil milhões de dólares destinados ao regulador de créditos imobiliários, quatro mil milhões para indemnizar os consumidores lesados e 5 mil milhões de dólares de multa.

Mas o acordo não põe fim ao inquérito em curso pelo tribunal de Sacramento, na Califórnia, também em relação às “subprimes”.