Última hora

Última hora

Aung San Suu Kyi recebe prémio concedido há 23 anos

Em leitura:

Aung San Suu Kyi recebe prémio concedido há 23 anos

Tamanho do texto Aa Aa

Aung San Suu Kyi, a líder da oposição da antiga Birmânia recebeu finalmente o prémio Sakharov no Parlamento Europeu em Estrasburgo, esta terça-feira. O galardão que distingue quem luta pela defesa dos Direitos Humanos, foi atribuido à líder da oposição birmanesa em 1990, mas como estava em prisão domiciliária, não pôde deslocar-se à Europa para o receber.

23 anos depois, num discurso emocionado, aplaudido em vários momentos pelos eurodeputados, Suu Kyi lembrou que “é importante que se trabalhe nas imperfeições das sociedades, das leis e das práticas que nos ferem enquanto seres humanos. Essa é a base da fundação da dignidade humana. É por isso que defendemos que o nosso caminho para a democracia ainda não chegou ao fim.”

O presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, garante que a mensagem ouvida em Estrasburgo deve ser global: “o discurso que nos apresentou hoje no parlamento mostrou que a democracia corre sempre risco. Nada pode ser dado como garantido. Daí o apelo para que olhemos para a democracia não só na antiga Birmânia como em todo o mundo.”

Aung San Suu Kyi, que também recebeu o Nobel da Paz em 1991, foi libertada em 2010 e entretanto foi eleita deputada no ano passado. A líder da Liga Nacional pela Democracia já anunciou a intenção de concorrer às próximas presidenciais, em 2015.