Última hora

Última hora

Energia reforça laços entre Rússia e China

Em leitura:

Energia reforça laços entre Rússia e China

Tamanho do texto Aa Aa

A China e a Rússia reforçam os laços comerciais e energéticos. Pequim aproveitou a visita do primeiro-ministro russo para assinar diversos acordos, que farão subir as trocas comerciais para 100 mil milhões de dólares em 2015, contra 88 mil milhões em 2012.

O petróleo e gás serão os pilares dessa relação. Dmitry Medvedev, primeiro-ministro russo, afirmou: “Espero sinceramente que os acordos assinados na área sejam realizados de forma ordenada e os que estão a ser discutidos possam ser assinados em breve”.

Um dos acordo assinados foi para a Rosnef. O contrato, para uma década, prevê a entrega de 200 mil barris diários de crude à SINOPEC. O negócio ascende a 85 mil milhões de dólares.

A isto juntam-se parcerias de exploração na Sibéria e um contrato de abastecimento de gás de três milhões de toneladas por ano da Novatek. Falta ainda um entendimento sobre o o preço para o abastecimento de gás da Gazprom à China.