Última hora

Última hora

Moçambique pode regressar à guerra

Em leitura:

Moçambique pode regressar à guerra

Tamanho do texto Aa Aa

Pode ser o fim de mais de uma década de paz em Moçambique.

Forças governamentais tomaram a base onde vivia Afonso Dhlakama, que fugiu, justificando a ação com diversos ataque da Renamo contra as Forças de Defesa e Segurança.

Em resposta, a Renamo, hoje o principal partido da oposição, declarou o fim do acordo de paz mas não decidiu ainda o próximo passo.

“Tomaram a residência de Afonso Dhlakama. O presidente da Renamo ainda não ordenou a resposta das suas forças, limitou-se apenas a ordenar a saída dos populares que se encontravam refugiados no local”, declarou Fernando Manzaga, porta-voz da Renamo.

Este incidente marca o acumular da tensão dos últimos meses e põe fim à paz celebrada em Roma em 1992.

A Renamo recusa-se a participar nas eleições autárquicas de novembro, por discordar da composição dos órgãos eleitorais. Dhlakama tinha-se também recusado a concorrer às presidenciais e legislativas de outubro de 2014 se não for corrigido o que diz serem distorções da lei eleitoral que desfavorecem o seu partido.