Última hora

Última hora

Bruxelas quer reforçar combate ao crime organizado

Em leitura:

Bruxelas quer reforçar combate ao crime organizado

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento Europeu quer tornar mais forte o combate da União Europeia ao crime organizado, à corrupção e à lavagem de dinheiro. Na sessão plenária de Estrasburgo, os eurodeputados aprovaram uma série de recomendações para tornar esta luta mais eficaz.
Salvatore Iacolino, o eurodeputado reponsável pela resolução aprovada esta quarta-feira, explica que “precisamos de maior cooperação judicial, maior cooperação das polícias, com todos os Estados-membros. Necessitamos de maior harmonia da legislação. E precisamos acreditar, todos, que podemos lutar contra o crime transnacional, a corrupção e a lavagem de dinheiro se houver uma melhor troca de informação e uma forte vontade política.”

A recomendação aprovada pretende ainda que qualquer condenado por pertencer a uma associação criminosa não possa concorrer a qualquer cargo público.
Rui Tavares, eurodeputado português do grupo dos Verdes, lembra que “esta resolução vai no sentido certo, ao apelar para a criação de um Ministério Público Europeu. Acho que é importante porque dará à União uma faceta judicial que precisamos. Mas será criado com total separação de poderes.”

Recorde-se que o crime organizado e a corrupção representam cerca de 5% de PIB europeu. Estas recomendações devem servir de base para a legislação europeia entre 2014 e 2019.