Última hora

Última hora

Exposição é nova fonte de tensão entre Rússia e Holanda

Em leitura:

Exposição é nova fonte de tensão entre Rússia e Holanda

Tamanho do texto Aa Aa

A galeria moscovita Photodoc exibe “O Projeto Sochi” do fotógrafo Rob Hornstra e do escritor e realizador Arnold van Bruggen. As imagens dos holandeses denunciam problemas ambientais e de corrupção em torno da transformação de Sochi em cidade olímpica para os Jogos de Inverno de 2014.

Os autores assistiram à inauguração por videoconferência depois dos vistos lhes terem sido negados pelas autoridades russas. A exposição deveria ter ocorrido num célebre centro de arte contemporânea da capital, mas foi cancelada à última hora. O curador da galeria, Alexander Sorin, explica: “Há um enorme espaço no centro Winzavod que supostamente foi preparado para esta exposição. O que fizemos aqui foi uma exposição alternativa àquela que estava planeada.”

A exposição deveria ocorrer no contexto do ano dedicado às relações diplomáticas entre a Rússia e a Holanda. Porém, acabou por transformar-se em mais um incidente entre os dois países, depois de um navio holandês da Greenpeace ter sido arrestado e e a tripulação detida. Um dos comissários da exposição, Yuri Saprykin, descreve: “Num momento em que as relações entre a Rússia e a Holanda estão tão tensas, o facto do que aconteceu neste local – que é como uma zona cinzenta, como um buraco negro de onde é difícil sacar informação – serem dois cidadãos holandeses provocou uma reação muito nervosa tanto do ministério russo dos Negócios Estrangeiros quanto do centro Winzavod e de outras instituições.”

Rob Hornstra e Arnold van Bruggen deslocavam-se regularmente a Sochi desde 2009. Ambos acreditam que os problemas surgiram depois de publicarem um livro sobre o desaparecimento de opositores na região.