Última hora

Última hora

Liga dos Campeões: No dilúvio da Luz o empate para o Benfica caiu do céu

Em leitura:

Liga dos Campeões: No dilúvio da Luz o empate para o Benfica caiu do céu

Tamanho do texto Aa Aa

Benfica e Olympiacos empataram a uma bola num encontro marcado pelo dilúvio que se abateu sobre o Estádio da Luz. Futebol, houve pouco, e sempre do lado dos gregos.

O Olympiacos dominou as operações no primeiro tempo, enquanto o relvado permitiu. Perante um Benfica apático, desmotivado e triste (uma constante esta temporada), foi sem surpresa que os campeões gregos se colocaram em vantagem no marcador.

Chori Domínguez, isolado perante Artur, não desperdiçou a oportunidade de abrir o ativo, penalizando mais uma perda de bola do macio meio campo encarnado.

No segundo tempo a chuva torrencial deixou o relvado num estado impraticável. Dificilmente se pode falar em futebol, a não ser talvez pelos saudosistas do kick and rush inglês dos anos 80.

O dilúvio ainda foi amigo do Benfica, impedindo um golo certo de Konstantinos Mitroglou. E excesso de água prendeu a bola no relvado quando o atacante já tinha passado Artur.

Depois de tanta chuva, também do céu caiu o empate. Um pontapé de baliza transformado pelo árbitro em pontapé de canto resultou no golo de Óscar Cardozo. Roberto deu uma grande ajuda com a sua lendária dificuldade com os pontapés de canto.

O Benfica empatou sem merecer e continua em igualdade pontual com o Olympiacos no Grupo C, já a cinco pontos do Paris Saint-Germain. Os parisienses estiveram endiabrados em Bruxelas, vencendo por 5-0, com quatro golos de Zlatan Ibrahimović.

Em Old Trafford o encontro entre Manchester United e Real Sociedad ficou decidido logo aos dois minutos. Iñigo Martínez, num lance infeliz, fez na própria baliza o golo que deu a vitória aos ingleses na terceira jornada da Liga dos Campeões.

Em Leverkusen, o Bayer presenteou o Shakhtar Donetsk com quatro golos sem resposta.

O jogo grande do Santiago Bernabéu entre Real Madrid e Juventus foi decidido pelo inevitável Cristiano Ronaldo. O atacante português marcou ambos os golos dos merengues na vitória por duas bolas a uma. Os italianos ficaram numa posição bastante delicada no grupo depois da vitória do Galatasaray frente ao Copenhaga.

Em Munique, o Viktoria Plzeň foi arrasado pelos campeões da Europa. O Bayern somou a terceira vitória em outros tantos encontros com uma mão cheia de golos frente aos checos. Em Moscovo, o Manchester City impôs-se com dois golos de Sergio Agüero e subiu à segunda posição do grupo.