Última hora

Última hora

Fluxos migratórios: Ceticismo de Malta na implementação de medidas

Em leitura:

Fluxos migratórios: Ceticismo de Malta na implementação de medidas

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento Europeu adotou na quarta-feira uma resolução segundo a qual é obrigação legal dos Estados-membros assistirem os migrantes em dificuldades no mar, com o apoio de instrumentos comuns.

Apesar de esta resolução ter sido adotada na véspera de um Conselho Europeu, no qual o problema dos fluxos migratórios será discutido, o primeiro-ministro de Malta mostra-se cético sobre a implementação de medidas concretas:

“Tenho o sentimento de que a Europa está querer ganhar tempo. No Concelho Europeu desta semana serão ditas apenas algumas palavras, na esperança que o inverno desencoraje as travessias e que as pessoas esqueçam até chegarmos a maio ou junho e mais gente começará a atravessar e mais gente morrerá”, disse Joseph Muscat.

Sexta-feira de manhã, os líderes europeus terão uma última sessão de trabalho deste Concelho Europeu para discutir o problema dos fluxos migratórios na zona de Lampedusa e os recentes naufrágios que aí tiveram lugar.