Última hora

Última hora

Banco Mizuho suspende salário ao CEO

Em leitura:

Banco Mizuho suspende salário ao CEO

Tamanho do texto Aa Aa

Yasuhiro Sato, presidente executivo (CEO) do Mizuho Financial Group, não será despedido, mas terá o salário suspenso por seis meses. A decisão foi tomada pela administração do segundo maior banco japonês, em termos de activos, no âmbito do escândalo dos empréstimos a grupos mafiosos “yakuza”.

Segundo uma comissão independente, Sato não encobriu intencionalmente os empréstimos, mas conhecia a situação e foi negligente.

Em 2010, o banco japonês emprestou um total de dois milhões de dólares aos grupos criminosos “yakuza”. Mizuho negou a início o caso, mas acabou por reconhecer

O Mizuho poderá escapar a sanções, mas há deputados que pressionam para que os reguladores sejam duros neste caso.

Um outro relatório ao escândalo indica que 54 antigos e atuais membros do banco serão punidos, também ao nível do salário.