Última hora

Última hora

Lou Reed, a vanguarda do rock

Em leitura:

Lou Reed, a vanguarda do rock

Tamanho do texto Aa Aa

Uma lenda do rock norte-americano, sempre na vanguarda…um mestre, nas palavras de David Bowie.
Lou Reed. O músico, o poeta e fotógrafo…morreu aos 71 anos perto de Nova Iorque, ainda não foram divulgadas as causas da morte mas podem estar relacionadas com transplante de fígado a que se submeteu em Maio.

Nasceu em 1942, em Nova Iorque, numa família de classe média.
Detestava a escola. Quando era adolescente os pais obrigaram-no a submeter-se a choques elétricos para tratar a bissexualidade.
Nos anos 60 fundou os “The Velvet Underground”, banda que teve como produtor o génio da pop arte, Andy Warhol.

O som dos Velvet é uma mistura de melodias infantis, com uma voz seca, desprovida de emoções, como são disso exemplo Sunday Morning ou Femme Fatale. Os Velvet Underground lançam apenas 4 álbuns mas tornam-se numa das maiores bandas de culto.

Mas a fama de Lou Reed chegou com a carreira a solo. Gravado em Inglaterra, o álbum Tansformer conta com grandes músicas como Heroine, Walk on the wilde side, Vicious e Perfect Day.

A última vez que esteve em Portugal, a convite do produtor Paulo Branco, expôs as suas fotografias e apresentou o documentário “Red Shirley”, no Estoril Film Festival, em novembro de 2010. O primeiro concerto de Lou Reed em Portugal foi em 1980. O último foi em julho de 2008, no Campo Pequeno, em Lisboa.

Casado três vezes, a última delas com a artista Laurie Anderson. Lou Reed sempre uma vida pessoal muito conturbada…sempre com problemas com droga e álcool….dizia de si mesmo que era apenas um realista.

Numa das últimas aparições em público, em Londres, há poucas semanas dizia: “Só há uma coisa que realmente pode mudar o mundo: é o verdadeiro rock and roll. Acredito, do fundo do meu coração que rock and roll pode mudar tudo e como me graduei na universidade de Warhol, acredito no poder do punk. Hoje quero rebentar tudo…”.