Última hora

Última hora

Turquia inaugura túnel sob o Bósforo

Em leitura:

Turquia inaugura túnel sob o Bósforo

Tamanho do texto Aa Aa

A Turquia concretiza o projeto dos sultões otomanos, há 150 anos, de ligar a Europa à Ásia por caminho de ferro.

O primeiro-ministro e o presidente turcos inauguraram, esta tarde, em Istambul, o novo túnel ferroviário e de metro de Marmaray, sob as águas do estreito do Bósforo.

Ao final de nove anos de obras e de mais de 3,2 mil milhões de euros de investimento, o governo islamita moderado não hesita em fazer um discurso de “obra feita”, em pleno dia da república, para afastar a memória dos protestos dos últimos meses em Istambul.

“Marmaray não é apenas um projeto de Istambul, mas também de 81 cidades turcas. O meu colega japonês, Shinzo Abe disse algo interessante ao dizer que estamos também a ligar o Japão a Istambul. Deus queira. Tóquio, Pequim, Londres, Istambul”.

O projeto, co-financiado pelo Banco de Investimento Europeu, representa um primeiro passo no reforço da cooperação económica entre a Turquia e o Japão, antes da construção de uma central nuclear no norte do país.

A oposição acusa o governo de acelerar o projeto, a meses das eleições municipais, ignorando os riscos associados, em especial o facto do túnel se encontrar junto a uma falha sísmica.

Dentro de dois anos, um túnel rodoviário deverá ser concluído no mesmo local, a 60 metros de profundidade, para reforçar a ligação entre a margem europeia e a margem asiática de Istambul, de forma a aliviar em cerca de 20% o tráfego numa cidade de 14 milhões de habitantes.