Última hora

Última hora

Charlie: o cão que prevê ataques epilépticos

Em leitura:

Charlie: o cão que prevê ataques epilépticos

Tamanho do texto Aa Aa

Charlie é um cão com um dom especial, segundo os donos. O canídeo da raça “Grand Danois” vai ser o primeiro a receber uma homenagem nacional, na Irlanda, graças à sua capacidade para prever os ataques epilépticos da pequena Brianna de três anos.

Um dom que a dona parece explicar melhor do que a ciência que, no entanto, já atestou a capacidade dos cães para detetar cancros e crises de diabetes.

“Claro que ele não nos diz que a Brianna vai ter um ataque, ‘venham rápido’. Mas o seu comportamento muda completamente, fica bastante preocupado. Uma vez estávamos no pátio e as outras crianças tinham estado a brincar com ele e vi como se agitava em torno da Brianna, que estava apoiada nele, e vimos que ela estava a ter um ataque e que o cão olhava para mim, como a perguntar, ‘e agora o que é que eu faço?’. Mas não se moveu. Esperou até que eu tomasse conta da situação. Via-se que estava muito preocupado com ela’‘, afirma a dona.

A história de Charlie, largamente difundida nas redes sociais e na televisão valeu já uma ajuda bem real à família, mais de 15 mil euros angariados para comprar uma máquina de eletroencefalogramas para prevenir novos ataques.

Uma forma de Charlie e Brianna poderem gozar, em boa saúde, da fama das últimas semanas.