Última hora

Última hora

Cimeira Wise: Reinventar a Educação

Em leitura:

Cimeira Wise: Reinventar a Educação

Tamanho do texto Aa Aa

Qual o papel dos professores? Como tirar o melhor partido dos recursos pedagógicos? Os cursos on-line vão democratizar a educação?

Essas questões são abordadas em Doha, na quinta edição da Cimeira Mundial para a Inovação na Educação, WISE.

Abdullah Al Thani, Presidente da WISE: “Com todos os desenvolvimentos que estão a acontecer na educação, com o envolvimento do on-line e da forte tecnologia existe uma mudança na educação em todo o mundo. Muitos sistemas de ensino não conseguem oferecer uma educação normal como pretendemos, devido a guerras civis e a outros conflitos.

E este tema é muito querido de sua alteza Moza Bint Nasser. Então é altura de parar e pensar se estamos a fazer a coisa certa na educação.”

Sheikha Moza Bint Nasser Al-Missned é a mãe do Emir do Qatar e presidente da Fundação com o mesmo nome.

Entregou à colombiana Vicky Colbert, o Prémio WISE 2013 para a educação, no valor de meio milhão de dólares, pelo seu modelo pedagógico “Escuela Nueva” vocacionado para crianças desfavorecidas da Colômbia.

Abdulla bin Ali Al-Thani, Ph.D., Presidente da WISE, Fundação do Qatar: “Tenho a certeza que vai continuar com o sucesso dos vencedores do passado, para mostrar ao mundo que são embaixadores, que devem servir de exemplo.”

Mais de 1.500 profissionais de educação, decisores e atores económicos vieram de todo o mundo e estão envolvidos nestas discussões que visam descobrir como melhorar a educação tendo em conta as necessidades da vida real. Discussões que, por vezes, causam polémica sobre a forma de educar as crianças carenciadas ou em zonas de conflito.

John Mahaffie, Cofundador e diretor, LLC EUA: “Acredito que os Cursos Online Abertos e Massivos vão democratizar o ensino superior porque se encararmos os Moocs não da forma como são atualmente, mas como evoluem, melhoram e como se tornam mais do que uma tecnologia de substituição do professor.”

Androulla Vassiliou, comissária europeia para a educação: “A vida está-se a tornar muito difícil, muito complicada e globalizada, as competências que precisamos para o futuro são muito diferentes das que precisávamos no passado.”

John Mahaffie: “Se vemos a possibilidade de uma educação sem professores, a resposta é sim. A educação pode prosseguir com novos tipos de ensino, a auto instrução, algo que a tecnologia pode trazer.”

Androulla Vassiliou: “Incentivar os jovens a ousar, a experimentar e estarem preparados para falhar”.

Os jovens que fazem parte do programa WISE: “Learners’ Voice”, a voz dos alunos, também tiveram uma palavra a dizer na cimeira. Oportunidade para apresentar as atividades realizadas durante o ano.

Abdulla bin Ali Al-Thani: “O número de alunos tem vindo a aumentar a cada ano e estão a ficar mais ativos. Queremos ouvir o que querem. Será que estamos a ser bem sucedidos e a fornecer o que é necessário? Ou estamos a falhar? E se estivermos, quais as melhores formas de seguir em frente com a nossa educação?”

euronews: “Os prémios Wise são outro programa bem-sucedido. O que se destacou para si, nos seis vencedores deste ano?”

Abdulla bin Ali Al-Thani: “Foi interessante percebermos que houve uma grande mistura geográfica entre os vencedores, o número de candidatos está a aumentar e este ano tivemos mais de 400. Torna-se mais difícil para nós, enquanto júri, fazer uma seleção de apenas seis. Atravéz do nosso reconhecimento conseguimos atrair as atenções para projetos importantes em todo o mundo, que podem ser usados e reproduzidos por outras pessoas também em todo o mundo.”

A educação tornou-se uma prioridade no Catar, este Estado do Golfo está a reorientar a sua economia do conhecimento.