Última hora

Última hora

Síria: Assad recusa pré-condições mas faz exigências para falar de paz

Em leitura:

Síria: Assad recusa pré-condições mas faz exigências para falar de paz

Tamanho do texto Aa Aa

A paz na Síria é uma missão impossível. Lakdar Brahimi teve a oportunidade de o constatar, mais uma vez, esta quarta-feira, depois da reunião com Bashar al-Assad, em Damasco. O enviado da ONU tenta convencer as partes em conflito a sentarem-se à mesa das negociações, em Genebra, no final de novembro. O presidente sírio disse que não aceita pré-condições, mas exigiu o fim do apoio estrangeiro aos rebeldes.

No terreno, no entanto, há alguns sinais de boa-vontade. Ontem foi possível evacuar um subúrbio da capital controlado pelos insurgentes mas cercado pelo exército do regime. Cerca de 800 civis, na sua maioria mulheres, crianças e idosos, puderam deixar o local, numa operação mediada pelo Crescente Vermelho sírio.

A situação humanitária no país é dramática, em particular para os mais novos. O diretor-executivo da UNICEF, Anthony Lake, efetuou uma visita de dois dias a Damasco. A ONU está a apoiar uma campanha de vacinação maciça para tentar evitar a propagação de doenças, como a poliomielite, que refez a sua aparição no nordeste do país, onde existem dez casos confirmados.