Última hora

Última hora

Tunísia: Atentados ameaçam atividade turística

Em leitura:

Tunísia: Atentados ameaçam atividade turística

Tamanho do texto Aa Aa

A Tunísia foi palco de dois atentados esta quarta-feira.
No primeiro, um bombista suícida fez-se explodir no Hotel Palm, em Sousse. Para além do próprio bombista, não houve mais vítimas.
O indivíduo, que trazia um cinto de explosivos enrolado ao corpo tentou entrar o hotel, mas os seguranças conseguiram impedir…e acabou por detonar-se numa praia deserta.

Poucos minutos mais tarde, as autoridades conseguiram evitar, um outro atentado nos arredores de Monastir, a 160 quilómetros a sul da capital, Tunes.

O suicida teria como alvo o mausoléu do antigo presidente Habib Bourguiba, mas acabou por ser detido antes de concluir o ataque.

Por causa dos atentados a segurança foi reforçada na capital e nas zonas mais turísticas.

O ministério do Interior tunisino atribui a autoria dos ataques a “safitas jihadistas”. As suspeitas recaiem sobre o grupo Ansar Al-Sharia, próximo da Al-Qaida e bastante ativo, do outro lado da fronteira, em território líbio.